`A escuta da vida

Palavras para o tempo de todos

À escuta da vida / 29 – O profeta é mestre da luz porque conhece a noite por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 08/01/2017 «A maré humana, quebrando-se aos pés da torre, continuamente lambida pela sua miséria, continua a repetir a sua pergunta:...

Quem já não grita, perde Deus

À escuta da vida / 28 – O bom, que resiste, dá raízes ao futuro e salva a todos por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 31/12/2016 «Se encontrares no caminho, em cima de uma árvore ou no chão, um ninho de pássaros com filhotes, ou ovos co...

Outros anjos sobre a mesma gruta

À escuta da vida / 27 – A espera é a condição normal da vida boa por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 24/12/2016 “Se nós consentirmos, Deus deposita em nós uma pequena semente e vai-se embora. A partir daquele momento, Deus não ...

Abençoado o tempo desencantado

À escuta da vida/26 – A cada casa e a cada comunidade é útil ar novo por  Luigino Bruni publicado em Avvenire em 18/12/2016 “Ai de mim; o que são, por vezes, as nossas ideias! Apenas a nossa máscara. Posso exprimir ideias generosíssimas...

O necessário é demasiado pouco

À escuta da vida / 25 – Aprender a viver o tempo do amadurecimento da semente por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 11/12/2016 “Procuro a palavra. / A nossa língua é impotente, /os seus sons repentinos – pobres. / Procuro com o esforço da mente...

As feridas fecundas do parto

À escuta da vida / 24 – A novidade compreendida pelo “homem das dores” gera alegria por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 04/12/2016 “Canto o homem que morreu, não o Deus que ressuscitou. Canto o homem enlameado, não o Deus que foi lavado. Canto...

Chamados a montar tendas

À escuta da vida / 23 – Para lá dos fracassos, «segundo dia» de qualquer vocação por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 27/11/2016 “Terminado o Evangelho segundo Marcos, Espinosa preparou-se para ler um outro dos três evangelhos rest...

A maldição dos recursos

À escuta da vida / 22 – Cega-nos reduzir os profetas a «profissionais do império» por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 20/11/2016 “Porquê os poetas em tempos de pobreza?”. Friedrich Hölderlin, "Pane e vino" “Corre, portanto, aos...

E que nunca alguém toque em Adão

À escuta da vida / 21 – Não se pode ser ciumento do nome e da presença de Deus por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 13/11/2016 “Uma vez Baalschem invocou Sammael, o senhor dos demónios, para uma coisa necessária. Este gritou-lhe: ‘Como ...

As consolações da profecia

À escuta da vida / 20 – Fiéis ao povo e a Deus, mesmo quando parece vencido por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 06/11/2016 “Não sou meu contemporâneo; nenhum poeta o é. Sou vosso contemporâneo; todo o poeta o é” Giovanni Casoli,...

Este é o lugar de Deus

À escuta da vida / 19 – É no mundo que se manifesta e aqui o encontramos por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 30/10/2016 “Talvez um vestígio do rosto crucificado se esconda em cada espelho: talvez o rosto morreu, se apagou, para que Deus seja todos. Q...

Longe do ídolo insaciável

À escuta da vida / 18 – O consumismo impõe templos cheios de mercadorias e vazios de vida por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 23/10/2016 “Sem a fé, os nossos filhos nunca serão ricos; com a fé, nunca serão pobres”. Beato Giuseppe Tov...

A liberdade das mãos livres

À escuta da vida / 17 – A verdadeira natureza do dom é mestiça e subversiva, diferente de filantropia por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 16/10/2016 “Em todas as sociedades, a natureza peculiar do dom é a de obrigar”. Marcel Mauss, "Saggio su...

A «Laudato si’» do profeta

À escuta da vida / 16 – Endireitar costas, libertar escravos, conduzir máquinas por Luigino Bruni publicado em Avvenire em 09/10/2016 “A inspiração. Não é fácil explicar a alguém algo que nós próprios não compre...